Quadro branco com post its divididos em "To do" e "In progress" segundo metodologia Kanban

Como organizar a vida usando o Trello?

Nesse texto, você vai conhecer uma das ferramentas mais práticas para organizar a vida: o Trello. Reunimos 10 exemplos incríveis para inspirar!

O Trello é uma ferramenta de gestão e produtividade muito usado tanto por empresas quanto em projetos voltados a educação. Apesar disso, tem ganhado cada vez mais adeptos que o utilizam para uso pessoal.

Por ser uma ferramenta bastante completa – até mesmo na versão gratuita – o Trello pode substituir facilmente uma agenda impressa ou outros aplicativos de checklist e de produtividade pessoal.

Assim, se você está perdido em meio a tantos apps de produtividade, o Trello é uma ferramenta incrível, simples e intuitiva para você colocar a vida em ordem. Nele, você pode centralizar as tarefas pessoais, compartilhar com a galera da faculdade, além de acompanhar a evolução das tarefas.

Trello e Kanban – mais que amigos, friends

O Trello é baseado na metodologia Kanban, muito usada na área de tecnologia. Basicamente, o método consiste em um quadro com 3 listas:

1. Tarefas para fazer (To Do)
2. Em andamento (In Progress)
3. Feito (Done)

A dinâmica é bem simples:

A lista 1 – Tarefas para fazer – é usada como um “repositório”. Ali são listadas as atividades por meio de cartões. No cartão consta o nome da tarefa, o nome do responsável, data de entrega e as instruções de como a tarefa deve ser realizada.

Quando se escolhe realizar uma tarefa da lista 1, deve-se remanejá-la para a lista 2 – Em andamento, indicando que a tarefa está sendo executada. Após o término da tarefa, o cartão deve ir para para a lista 3 – Feito.

Essa é a dinâmica aplicada no Trello.

Você encontrará essas mesmas listas e poderá criar cartões e incluir inúmeras informações, checklist e outros recursos para otimizar a tarefa para o responsável. Além disso, existem várias técnicas e métodos para incrementar o uso do Trello

Quadros do Trello – uma infinidade de possibilidades


Você pode organizar seu projetos em diversos quadros, cada um sobre um tema específico. Dessa maneira, torna-se mais fácil organizar cada assunto por quadro, e assim você pode compartilhá-los com quem quiser.

Você pode começar um quadro do zero, mas, se falta inspiração, selecionamos alguns quadros do Trello para você ver na prática as possibilidades de uso. Para entender melhor a dinâmica de cada um, clique no título do quadro.

10 quadros Inspiradores para organizar a vida com o Trello

1 – Planejamento de férias

2 – Tarefas domésticas

3 – Decoração e Reforma

4 – GTD Pessoal

5 – Organizando o casamento

6 – Abrindo o meu negócio

7 – Projeto Academia

8 – Visão geral da empresa

9 – Preparação para o ENEM

10  – Aprender um idioma

Além de todas essas funcionalidades, você também pode incluir power-ups nos seus quadros, aplicativos que otimizam – e podem até automatizar – o uso do Trello. A versão gratuita oferece dois power-ups por conta.

Dentre as diversas opções de ferramentas de produtividade, o Trello sai na frente por conta da sua simplicidade, recursos e vantagens, mesmo na versão gratuita.

Quer saber mais sobre como dar aquele boost na sua eficiência? Então confira a seleção de ferramentas de produtividade que selecionamos para você!

Agora que mostramos o caminho, tenha foco, persistência e invista nos seus sonhos e metas. Dessa forma, será ainda mais fácil organizar a sua vida.

Você já usa o Trello? Compartilha nos comentários como você usa a ferramenta para manter a vida em ordem 🙂

GUIA: como criar um checklist eficiente

Algumas obrigações da vida não têm muito glamour. Entre limpar a casa, o trabalho, a academia e a vida social, atingir objetivos e cumprir prazos é quase sempre mais difícil do que parece. Assim, criar um checklist eficiente é a melhor forma de organizar a vida!

Checklists são listas gerenciáveis, flexíveis e dinâmicas que organizam as tarefas a serem realizadas. Entretanto, nem todas podem funcionar muito bem ao que você se propõe. Por isso, o nosso foco neste artigo é que você encontre o método ideal para que tenha tempo para fazer tudo que precisa 🙂

Escrever um monte de tarefas obriga-nos a estabelecer metas concretas, o que pode ser muito mais eficaz do que apenas pensar em objetivos vagos. Além disso, fazer uma lista por escrito pode nos ajudar a lembrar de informações importantes.

O problema é que mesmo aqueles que acreditam fervorosamente no poder da checklist podem se perder no meio do caminho. Por isso, selecionamos alguns formatos de checklists e 15 dicas poderosas para você colocar ordem na sua vida!

Escolha um formato

O formato certo facilita a realização de tarefas. O ideal é que sua escolha funcione com a dinâmica do seu trabalho e facilite a sua rotina.

Veja alguns formatos de checklist que você pode adotar para chamar de seu:

#1: Kanban Board

Usado originalmente em equipes de desenvolvimento de software (que trabalham com metodologias ágeis), o método Kanban concentra sua atenção nas tarefas que você precisa fazer agora.

Ele foi aplicado com sucesso a uma ampla variedade de funções de negócios, mas você não precisa ter um aplicativo ou programa sofisticado para fazer isso. Você pode criar seu próprio quadro Kanban com alguns post-its e um quadro branco.

Esse formato oferece uma visão geral do trabalho que precisa ser feito de relance. Também é útil porque permite que os indivíduos se concentrem em uma tarefa por vez.

dica bettha: o Trello é uma ferramenta no estilo Kanban e funciona bem para gerenciar tarefas individuais ou de uma equipe.

#2: Don’t Break the Chain (não quebre a corrente)

Este formato de lista de tarefas foi popularizado por Jerry Seinfeld e funciona assim:

1. Escolha três metas ou tarefas a serem feitas, algo que você queira começar a fazer regularmente, seja pessoal ou profissional.

2. Defina um mínimo diário para cada meta. Por exemplo: vou ler um capítulo de um livro todos os dias.

3. Crie regras e defina limites. O que acontece se você estiver de férias? E se você ficar doente ou tiver que lidar com uma emergência familiar? Defina os limites e regras, você está no comando.

4. Imprima um calendário mensal ou anual e selecione os dias que você atingiu sua meta com sucesso. Coloque sua agenda em um lugar onde você a verá regularmente. Aproveite a satisfação que vem com um trabalho bem feito.

5. Complete seu objetivo sem falhar. Quando tiver êxito, marque esse dia no seu calendário. Você quer manter essa cadeia de sucesso pelo maior tempo possível.

#3: Lista 1-3-5

Esta lista de tarefas é simples, direta e eficaz. Escolha 1 tarefa grande, 3 tarefas médias e 5 pequenas tarefas para focar.

A priorização é uma parte inerente da lista de 1-3-5.

Você lida com o maior tarefa fazer primeiro, indo até as pequenas no final da sua lista. O seu dia fica mais fácil a partir da primeira tarefa complexa e concluída.

15 dicas para ter sucesso nas suas checklists

1. Escolha um formato

É possível criar uma checklist das mais variadas formas e tamanhos, e é fundamental que você escolha por qual meio fará. Isto é, se será papel e caneta (bem old school) ou por apps. A escolha é sua. Veja o que funciona melhor para você.

2. Não fique em uma só checklist

Apenas uma checklist pode não ser capaz de organizar e dar visibilidade à todas as tarefas que você possui. Portanto, crie mais de uma lista para ter um bom mapeamento do que precisa ser feito:

Lista de tarefas: liste todas as tarefas que você quer realizar, seja se matricular em um curso de idiomas, atualizar o portfólio etc. Todas as tarefas inseridas aqui, mais tarde farão parte de outras checklists.

Checklist semanal: inclua as tarefas possíveis de realizar na semana que você listou anteriormente.

Checklist diária: aqui só entram as tarefas que são prioridades do dia.

Todos os dias, veja quais itens da lista de tarefas e do checklist semanal devem ser movidos para o checklist diária.

3. Mantenha simples

Não há nada mais intimidante e frustrante do que um checklist diário que parece não ter fim.

Seja muito realista com as tarefas que você irá incluir no checklist diário. Não dê um passo maior do que a perna, ok? Caso contrário, você continuará a não conseguir se organizar.

Caso você tenha dificuldade em identificar quais tarefas são prioridade, e urgências, faça o seguinte: liste tudo que você quer fazer no dia de hoje, e corte pela metade.

A sua checklist diária não deve ter mais do que 10 tarefas. O restante pode ir para listas de tarefas ou checklist semanal.

4. Comece pelas tarefas mais importantes

Inicie as tarefas da lista com pelo menos dois itens que devem ser concluídos ainda hoje. Assim, você não perderá tempo logo no início do dia ao fazer uma tarefa de menor valor, enquanto uma tarefa mais complexa e importante precisa ser realizada e entregue.

Mesmo que o pior aconteça, ao menos as tarefas mais importantes foram concluídas.

5. Comece fácil

Mesmo antes das tarefas mais importantes, coloque alguns itens simples na lista. “Checar e-mail” e “lavar a louça” são bons exemplos.

Apesar de serem tarefas simples, podem ajudar a começar o dia se sentindo super produtivo.

Clique aqui e conheça 8 ferramentas para tornar o seu dia ainda mais produtivo e organizado!

6. Quebre uma tarefa em várias outras tarefas

Tarefas como “criar apresentação” são muito vagas e provavelmente estão repletas de sub-tarefas para que fato você consiga criar a apresentação. Listar uma tarefa dessa forma é uma das maiores armadilhas para procrastinar.

Uma maneira de evitar que a tarefa viva no modo “deixo para depois” é quebrar a tarefa em várias outras tarefas menores. Assim dá a sensação de ser mais fácil e rápido executá-las.

Usando o exemplo sobre a apresentação você pode:

  1. ( ) pesquisar por layouts de apresentação
  2. ( ) pesquisar o conteúdo
  3. ( ) definir o layout de apresentação
  4. ( ) produzir o conteúdo
  5. ( ) revisar

Dentro dessas tarefas podem existir outras, e cabe a você quebrá-las, se isso for lhe trazer mais produtividade.

7. Seja específico

Para projetos gerais que exigem muito tempo ou a ajuda de outras pessoas, liste as etapas específicas que você pode seguir em direção à sua meta.

Por exemplo: ao invés de escrever “procurar emprego” no seu checklist, adicione “preencher a minha inscrição na bettha” como tarefa a ser cumprida. Assim, você saberá exatamente o caminho a ser percorrido para finalizar a sua tarefa.

8. Não economize informação

Para cada tarefa da lista, inclua o máximo de informações possível. Dessa forna, não haverá uma desculpa para não fazer o trabalho.

Por exemplo, se a tarefa envolver a ligar para alguém, inclua o número de telefone dessa pessoa na lista para que você não perca tempo pesquisando para isso mais tarde.

9. Dê tempo ao tempo

Agora que você tem diversas checklists e tudo está bem mapeado, dedique a colocar uma estimativa de tempo para cumprir cada tarefa.

Se você não tem ideia de quanto tempo leva para executar cada uma, comece avaliando o tempo que você gasta com as tarefas e vá anotando. Essa atividade chama-se timesheet, e existem ferramentas gratuitas que podem ajudá-lo a fazer esse monitoramento.

10. Não se estresse

Todas as listas principais têm algumas tarefas que pretendemos fazer durante dias, semanas, talvez até anos, mas ainda não o fizemos.

Tente descobrir por que essas tarefas ainda não foram realizadas para saber quais etapas são necessárias para realmente concluir cada uma.

Por exemplo: se uma das tarefas é “ligar para o fornecedor” – e você evita ligar porque ele te prende no telefone – substitua por “descobrir estratégias de ter conversas mais produtivas e breves por telefone”. Dessa forma, a grande tarefa parecerá mais fácil e, eventualmente, será realizada.

11. Torne isso público

Às vezes, a melhor maneira de prestar contas é ter alguém nos observando. Tente compartilhar essa checklist, seja colocando-a na geladeira ou configurando um calendário digital que todos da equipe de trabalho possam acessar.

Isso aumentará o seu comprometimento em cumprir com cada tarefa.

12. Programe a atualização da checklist

Às vezes a dificuldade está justamente em começar a preparar uma checklist ou atualizá-las diariamente, mas você precisará encarar isso.

Escolha um horário todos os dias para organizas as suas checklists. Assim, elas estarão sempre atualizadas, e a jornada para que suas metas sejam atingidas será mais simples.

13. Mantenha a perspectiva

Uma maneira de aumentar a produtividade é nos lembrar o quanto fomos produtivos ontem. Portanto, mantenha uma lista visível de tudo que você realizou no dia anterior, até mesmo as pequenas coisas.

15. Seja flexível

Sempre deixe cerca de 10 minutos de intervalo entre uma tarefa para outra. Caso algo aconteça como o computador travar ou a reunião ultrapassar do horário, você ainda estará no controle.


Encontre o formato perfeito para a sua checklist! Assim, você poderá ser produtivo e maximizar os seus resultados!

A rotina do milagre da manhã

Talvez você já tenha ouvido falar do livro O Milagre da Manhã, de Hal Elrod. Sua obra causou grande efervescência no mundo todo com o 5AM club.

Basicamente, Elrod enfatiza a importância de se acordar às 5h da manhã todos os dias. Seu livro, portanto, traz uma rota para que as manhãs comecem mais produtivas, de forma a favorecer um dia mais agradável. Assim, sua rota baseia-se em:

Silêncio: realizar atividades silenciosas, como orar, meditar, refletir sobre algum assunto etc.

Afirmações: fazer afirmações positivas para si mesmo, com o objetivo de trabalhar a estima, ansiedade e maus hábitos.

Visualização: revisar os grandes sonhos, objetivos e a pessoa que você quer ser.

Exercícios: movimentar o corpo com alguma atividade física da sua preferência.

Leitura: ler histórias inspiradoras que possam incentivá-lo a se desenvolver, seja no aspecto pessoal ou profissional.

Escrita: escrever suas reflexões, ideias, descrever o seu estado de espírito, fazer listas e principalmente agradecer.

Quer saber mais sobre como ter um dia mais feliz no trabalho? Clique aqui e confira!

Você escolhe qual será a ordem de cada ação dessa rota, talvez queira começar pelo silêncio e depois para a escrita, não importa. O importante, então, é fazê-las.

Se falta inspiração para pôr em prática as valiosas lições do livro “O Milagre da Manhã”, fique tranquilo! Criamos um roteiro para te ajudar nessa tarefa. Dessa forma, você pode segui-lo e adaptá-lo conforme o que funciona melhor para você.

Vamos lá?

Roteiro para fazer acontecer o milagre da manhã

1. Escrita (10 minutos)

Anote três coisas pelas quais é grato que aconteceram no dia anterior. Mesmo que isso possa se tornar repetitivo, escrever diariamente fará com que você agradeça por coisas realmente pequenas.

Ao dar valor aos detalhes da vida, você poderá se tornar mais resiliente. Com isso, será capaz se enfrentar as dificuldades do dia-a-dia com tranquilidade – já que você estará condicionando seu cérebro a interpretar a realidade de forma positiva.Dessa forma, você será capaz de colocar tudo em perspectiva 🙂

Você também pode escrever sobre hábitos que podem melhorar e metas que você quer realizar ao longo do dia que sejam alinhadas com suas metas semanais, mensais e anuais. Assim, você poderá traçar um plano de ação para cumprir com seus objetivos pessoais e profissionais.

2. Silêncio (15 minutos)

Caso tenha a prática, você pode começar o dia meditando, fazendo uma oração, ou simplesmente pensando na vida.

No Spotify há diversas playlists que ajudam a meditar e podem funcionar para você. Caso você não seja um praticante da meditação, usar aplicativos como o Headspace ajudará a você a ter mais sucesso nesse novo hábito.

Meditar ajuda a acalmar o cérebro e o espírito, de forma a tornar a rotina mais leve para começar um dia agitado.

3. Afirmações (5 minutos)

Isso pode soar bobo, mas repita diariamente os seus principais objetivos de curto e longo prazo. As afirmações são uma maneira de se condicionar positivamente todos os dias. Faça disso como um mantra diário para que você sempre se conecte com as ações e os propósitos que estão por trás delas.

4. Visualização (5 minutos)

Visualizações são semelhantes a meditar. A diferença? Na meditação, você faz o seu melhor para pensar em nada, exceto na sua respiração. Já na visualização, você se vê realizando os seus objetivos.

Isso pode ser feito de várias maneiras diferentes. Algumas pessoas criam um quadro de avisos e fixam fotos de seus desejos no quadro. Encontre o melhor jeito para você.

5. Exercícios (1 hora)

Talvez isso signifique ir para a academia ou apenas fazer uma caminhada pelo bairro. Independentemente da sua escolha, pratique atividades físicas religiosamente. Você não precisa pagar uma academia para isso, você precisa apenas de disposição e uma boa playlist para animar.

6. Leitura (50 minutos)

Estabeleça uma meta de leitura diária. Se você quer ler um livro de literatura e um livro técnico para o trabalho, divida o período de leitura. Assim, você lerá dois livros ao mesmo tempo. Esse tempo pode ser 50 minutos divididos em 25 minutos para cada livro.


Em 2h30min você terá completado a rota do livro O Milagre da Manhã com sucesso! Vale lembrar que, para você se dedicar com calma a cada ação, é importante acordar às 5h da manhã.

Você já leu “O Milagre da Manhã”? Testou as dicas? Deixe o seu depoimento nos comentários 😉

Como receber o feedback como um profissional

Mesmo quando o feedback é dito o mais delicadamente possível, aceitar críticas construtivas pode ser brutal para alguns. Todos nós preferimos que nos dissessem que o nosso trabalho é impecável, né?

No entanto, o feedback é inevitável – e estar aberto à críticas é chave crucial para o sucesso em sua vida profissional (e pessoal também). Uma boa reação, além de mostrar que você é humilde e está disposto a considerar as sugestões de outras pessoas, permite desenvolver seu trabalho. Dessa forma, você se torna um profissional muito melhor.

Aqui estão algumas dicas para você receber o feedback da melhor forma possível:

1. Reconheça boas intenções

Nós tendemos a recuar com a suspeita de algo que não se assemelha a um elogio entusiasmado. No entanto, se você quiser se tornar um profissional melhor, o primeiro passo é reconhecer a boa vontade de quem está oferecendo essa sugestão.

O seu líder não está fornecendo esses conselhos de melhorias com a intenção de ferir seus sentimentos. Na verdade, ele espera que, com o feedback, você possa ser cada vez melhor, tornar o seu trabalho cada vez mais significativo.

Então, ao invés de ficar chateado ou estressado por dentro, respire fundo e lembre-se que esta pessoa está apenas tentando ajudar – e isso é louvável.

2. Ouça ativamente

“Eu acho que você está fazendo um bom trabalho, mas …”

Você já ouviu isso antes, certo? Se você for como a maioria das pessoas, ouvirá as primeiras palavras e paralisará após o temido “mas”. Afinal, a mente começa a pensar de maneira obcecada com o fato que o trabalho não está assim… “aquela Brastemp”.

Não há como se beneficiar efetivamente de um feedback se você não o escuta por completo. Você precisa se manter comprometido e ouvir todos os pontos que o seu líder tem a fazer. Assim, você poderá retornar ao seu trabalho com o máximo de clareza e orientação possível para fazer as mudanças necessárias.

3. Faça perguntas

Quando você pensa em receber um feedback, é fácil achar que isso significa se sentar em silêncio e aceitar tudo o que for apontado pelo seu valor aparente. Mas nem sempre esse é o caso. Embora as sugestões de outras pessoas mereçam consideração, não há nada de errado em fazer perguntas sobre os apontamentos – na verdade, você deve ter uma discussão saudável para garantir que todos estejam na mesma página 🙂

Por exemplo, se o seu líder recomendar que você altere uma parte da sua apresentação, não hesite em perguntar por que ele acredita que isso seria uma melhoria. Ou, caso ele lhe diga que gostaria que você tomasse mais iniciativa em projetos em grupo, pergunte sobre as maneiras pelas quais ele acredita que você poderia fazer isso. Dessa forma, você estará plenamente esclarecido sobre o que precisa fazer.

Fazer perguntas depois de receber críticas mostra que você está levando as observações a sério, que você está buscando entendê-las e usá-las em prol do seu crescimento.

4. Resuma o feedback

Quando você está recebendo o feedback, é fácil ocorrer confusão. Portanto, para evitar que a mensagem seja mal compreendida, resuma o feedback que foi oferecido.

Isso pode ser algo como:

“Para esclarecer, você acredita que a apresentação seria mais forte se eu criasse gráficos para destacar os resultados, em vez de apenas listá-los em pontos?”

Dessa forma, você garante que o entendimento correto do que precisa melhorar antes de arregaçar as mangas e fazer as alterações.

5. Seja grato

Pode parecer contra-intuitivo agradecer a alguém por apontar uma lacuna que dará mais trabalho para você. Mas agradecer é uma coisa importante a se fazer depois de receber um feedback.

Lembre-se, existe a crítica construtiva irá ajudá-lo. O seu líder poderia deixar a sua apresentação ou projeto passar em um estado de mediocridade? Sim! No entanto, ele dedicou o próprio tempo para te oferecer uma visão diferente para melhorar a situação – e isso é merecedor de um genuíno “obrigado!

6. Acompanhamento

O feedback nem sempre é periódico. Se você está realmente com o objetivo de usar as sugestões dadas, não é má ideia basear-se em seu progresso no futuro.

Se o seu líder recomendou uma mudança em sua abordagem, agende uma conversa futura com ele para debater o progresso que você fez. Ou, se a sugestão foi um ajuste no seu relatório, pegue um feedback das alterações.

Como diz o velho clichê, as ações falam mais alto que palavras. Então, provar que você usou esse feedback vai falar muito sobre sua atitude em relação ao seu profissionalismo.


O feedback é inevitável e essencial para o crescimento. Ele existe para ajudá-lo a ser melhor em seu trabalho – o que significa que você precisa aprender a aceitá-lo e implementá-lo no seu dia a dia.

Isso pode parecer mais fácil falar do que fazer, mas não precisa ser tão complicado. Use essas dicas para começar a levar as críticas construtivas a sério e você com certeza irá crescer 😉

Virei líder, e agora?

Se você chegou até aqui é porque acabou de se tornar um líder ou está se preparando para se tornar um – parabéns a ambos. Se tornar líder é uma responsabilidade que demanda ousadia e coragem, pois apesar de ser um cargo inspirador, há grandes desafios a serem percorridos.

É normal que quem acaba de virar um líder tenha diversas dúvidas e sinta-se um pouco perdido a princípio, pois tudo é novidade. Vamos te ajudar a dar os primeiros passos para quebrar as regras e ser a mudança que sempre quis ser no seu ambiente de trabalho!

Aperte os cintos porque essa jornada apenas começou!

Seja líder, e não chefe!

Enquanto o chefe manda, o líder dá o exemplo.

A Era dos Chefes acabou!

É muito comum que os jovens líderes acabem replicando o tipo de liderança que tiveram na vida – sejam elas boas ou ruins. Mesmo que você seja jovem, caro leitor, pode ter vivido na pele o que é ter um chefe “general”. Se esse foi seu caso, não replique as atitudes do seu antigo chefe.

Jovem líder, você precisará lidar com problemas que até então não eram seus, e responder por pessoas. Você terá de ter disciplina, autoconfiança, metas, deverá cumprir prazos, exercer o autoconhecimento e ter inteligência emocional desenvolvida para não se deixar levar pela pressão do dia a dia. Se alguém disse à você que seria fácil, esse alguém te enganou.

Ser líder é algo muito valioso e próspero. É uma situação que permite grande desenvolvimento pessoal e profissional. É importante que você esteja preparado, e não pense que tudo será um País das Maravilhas. Para além do salário mais alto e status, existe sua principal responsabilidade: desenvolver pessoas.

Para que você não caia no papel do antigo chefe, nós selecionamos 5 dicas para guiar os seus primeiros passos no Universo da Liderança.

1 – Busque conhecimento!


Siga o conselho do ET Bilu

Você está entrando em um cenário que nunca esteve, numa posição que nunca ocupou portanto. Sem a experiência é melhor estudar, ler livros sobre liderança e, principalmente, converse com outros líderes. Vá a eventos, participe de fóruns na internet, troque ideias na copa da empresa.

A lideranças às vezes pode ser solitária, e ter um colega que também seja líder – e que passa por desafios semelhantes aos seus – é uma excelente forma de trocar ideias e experiências. Com certeza essa troca será enriquecedora para ambos.

2 – Cuide da saúde! Não abra mão do sono ou de uma boa alimentação

Até que tudo comece a seguir o fluxo certo, tudo pode parecer um pouco caótico no início. Os primeiros meses serão para “arrumar a casa”: muitas tarefas que demandam tempo, muitos levantamentos, descobertas, trabalhos a serem feitos, além de conhecer a dinâmica da equipe… e tudo bem estar um pouco confuso. Pense que isso é temporário.

Enquanto isso, não abra mão do sono ou de uma boa alimentação! E não ouse usar a falta de tempo como desculpa para se deixar de lado, okay?Cuide-se antes de mais nada. Para ser um bom líder, você precisa estar bem consigo mesmo! Não abra mão do que te faz bem fisicamente, mentalmente e emocionalmente.

3 – Valorize pessoas

Valorize a sua equipe e você conseguirá extrair o melhor dela! A valorização começa por uma relação amistosa e de respeito. O reconhecimento também é uma excelente forma de demonstrar o valor que o colaborador tem para a empresa!

Ofereça ferramentas, treinamentos, feedbacks constantes e qualquer outro recurso necessário para manter a sua equipe motivada, focada e produtiva.

Mantenha o diálogo sempre aberto e seja honesto quanto às suas ações e decisões. Mas atenção: ser franco não é ser hostil, é manter a transparência como prioridade. Seja sincero sem ser rude ou agressivo!

4 – Construa pontes, não muros

Como um bom líder, você deve deixar a sua equipe à par de decisões que afetam a todos. O diálogo é primordial dentro da liderança. A partir do momento que você deixa de conversar com a sua equipe, você está impedindo o seu próprio desenvolvimento – e muito provavelmente colocando a sua cabeça na forca.

Portanto, é importante que você seja transparente, não isolando a equipe dos rumos futuros da área. Não se isole em seu papel de liderança, pois isso afastará a equipe de você. Mais do que escutar, aprenda a ouvir – inclusive o que não é dito – construindo uma relação harmônica com a sua equipe.

5 – Tenha inteligência emocional

Você terá de tomar ações e decisões que podem não agradar os liderados – mesmo que essas decisões sejam necessárias para o bem estar da empresa ou da equipe. Essas responsabilidades são inerentes aos líderes. Você deverá desenvolver a sua inteligência emocional – suas soft skills – para que as responsabilidades da liderança não abalem o seu emocional, principalmente se você se tornou líder de quem até então era o seu colega.

Quer saber mais sobre as soft skills e aprender a desenvolvê-las? Então se liga nessas 10 dicas!


Um bom líder sabe que liderar não é dar ordens – é dar o exemplo. Então não se esqueça: seja a mudança que você quer ver no ambiente de trabalho.

10 dicas para fazer uma reunião eficiente

A reunião é uma ferramenta poderosa, mas mal compreendida. Vamos ser justos, a culpa não é dela! A responsa pela sua fama de tediosa, ineficiente e inútil entra para a conta dos seus organizadores, que não sabem o como fazer uma reunião eficiente.

Que chore o primeira pessoa que nunca sentiu angústia e frustração por estar em reuniões! Aquelas que parecem sem fim, que foram além do expediente, que não avançaram na pauta…
E que não resolveram nada.

As famosas reuniões que poderiam ter sido e-mails são uma praga em qualquer empresa, é verdade. Mas calma lá, nem tudo está perdido! Nós vamos te ensinar como ser o profissional fora da curva, cool e diferentão.

Descubra agora como fazer uma reunião eficiente que não seja uma morte lenta e dolorosa para os participantes! (#fé)

1. O time precisa mesmo de uma reunião?

Uma reunião pode ter a melhor das intenções, mas já dizia o ditado popular que de boas intenções o inferno está cheio. Portanto, analise se você REALMENTE precisa marcar uma reunião com o time.

Se o assunto é simples, rápido e indolor (Deus queira que seja!), uma troca de e-mails é mais do que suficiente. Vai pela gente, o seu time vai agradecer.

2. Crie uma pauta com antecedência

Depois da análise, você percebeu que realmente há a necessidade de marcar uma reunião. Pois bem. Para uma reunião ser eficiente é importante ter a pauta a ser discutida durante o encontro.

Essa pauta irá guiar toda a conversa e evitará que, de repente, o time fale sobre o futebol da quarta-feira no meio de uma reunião sobre a entrega do projeto do marketing.

Liste todos os tópicos que precisam ser discutidos com informações básicas e compartilhe com todos os participantes com antecedência.

Dessa forma, todos vão cientes do que será discutido e terão a oportunidade de se preparem melhor – se for o caso, até levar materiais que podem
facilitar a dinâmica e a eficiência da reunião.

Se você não for o organizador da reunião, sempre pergunte ao responsável se ele possui uma pauta para compartilhar, para que você chegue a todo vapor.

dica bettha

Para reuniões realizadas com frequência, como uma reunião de status semanal de um projeto, você pode economizar tempo criando um modelo de reunião. Com isso em mãos, preparar uma pauta se tornará uma questão de preencher os espaços em branco. Olha a facilidade e rapidez!

3. Revise a lista de participantes

Os participantes podem aumentar a eficiência de uma reunião ou torná-la a hora do cochilo ou da aula de desenhos de tema livre (você sabe do que estamos dizendo, não se faça de desentendido).

O ideal é convidar apenas aqueles que realmente são necessários para aquela reunião. Selecionar participantes a torto e a direita é por sua conta e risco.

Certifique-se que todos estarão presentes, principalmente gestores que tomem decisões para o projeto avançar. Se alguém com papel chave na reunião não puder participar, reagende para um outro dia.

dica bettha

Leia a lista dos convidados antes de entrar na sala. Você vê algum nome desconhecido? Nesse caso, considere procurar informações na empresa ou no LinkedIn. Surpresas não são suas amigas quando se trata de reuniões.

4. Faça o invite

Uma ligação ou um e-mail talvez não serão suficientes para marcar uma reunião e lembrar os participantes do compromisso. Se o time usa o Google Calendar, por exemplo, crie o invite por ali.

A ferramenta é gratuita e oferece campos adicionais como inserir anexo, informações e gera automaticamente um link de Hangout (caso surja algum imprevisto com algum participante, você pode realizar a reunião presencial e transmiti-la).

A principal vantagem é que o invite bloqueia o horário da agenda do usuário e o notifica minutos antes, dando maior visibilidade à reunião.

5. Verifique com antecedência a infraestrutura

Verifique 1 hora antes da reunião se a sala está bem estruturada, limpa e organizada para receber a todos, assim como os recursos necessários para tornar a reunião mais produtiva (internet, data show, papel, caneta etc).

Seja legal e deixe água e café à disposição de todos 🙂

6. Conduzindo a reunião

Aqui vão algumas dicas para a hora do vamo vê:

  • No início da reunião, explique o propósito da reunião e o que se espera que aconteça ali. Em seguida, informe os tópicos que serão abordados.
  • Mantenha a pauta da reunião à sua frente como um guia.
  • Crie uma ata durante a reunião, citando o que foi abordado, como será realizado, quem será o responsável, quais serão os prazos e demais informações discutidas durante a reunião. Se você não puder fazer isso, peça para que um colega o faça.
  • Monitore e contribua com a discussão.

dica bettha

Se você for responsável pela reunião, não se esqueça de enviar a ata para todos os presentes. Se você for participante, leve uma cópia da pauta e use esse documento para orientar suas anotações. Concentre-se nos itens que exigem análise ou ações adicionais de sua parte.

7. Gerencie discussões off-topic

Geralmente, mesmo nas reuniões mais bem pautadas, surgem assuntos que apesar de importantes, não são relevantes para aquele momento.

Escute, e informe gentilmente ao participante que você anotará o ponto levantado para que seja analisado e discutido em outra oportunidade, para manter o foco na pauta.

Ah! E por favor, vamos evitar os assuntos que não tiverem nada a ver com nada, ok? Deixe esses assuntos para o happy hour. Otimize o tempo, bebê!

8. Gerencie o tempo da reunião

Observar o relógio é importante em uma reunião eficaz. Quando ninguém se encarrega de administrar o tempo, é fácil se desviar da pauta e perder o foco. Lembre-se: quando as pessoas participam de uma reunião, elas não podem fazer mais nada. Faça valer cada minuto!

Se você estiver conduzindo uma reunião grande ou muito complexa, considere pedir a um colega para ajudar a gerenciar o tempo.

dica bettha

Seja pontual! Chegue cedo na reunião (de 7 a 10 minutos para reuniões presenciais e 5 minutos para videoconferências) e aumente o seu score de pessoa organizada, produtiva, amada e querida <3

9. Revise o que foi discutido

Faltando de 10 a 15 minutos antes da reunião acabar, revise os pontos abordados, as decisões que foram tomadas, as próximas ações e quem são os responsáveis por cada uma.

Pessoas podem entender de formas diferentes, então não espere que tudo tenha ficado claro sem antes revisar ponto por ponto. Use as anotações realizadas durante a reunião para se guiar.

10. Faça follow-up

As ações decididas durante a reunião devem ser acompanhadas de perto.

Formalizar o que foi discutido na reunião é primordial para que nada se perca e haja provas concretas para monitorar e realizar as ações necessárias.

Por isso, envie a ata ou o resumo o mais rápido possível. Como o assunto ainda estará “fresco”, todos conseguirão se organizar melhor com suas novas tarefas.


Com essas dicas você terá reuniões mais eficientes e produtivas. Compartilha com a gente como foi colocá-las em prática!:)

6 dicas para começar bem o dia de trabalho



Começar bem o dia de trabalho garante que você tenha um dia feliz, eficiente e com bom desempenho Por isso, é importante tomar algumas medidas logo nos primeiros minutos da sua chegada ao trabalho -fundamentais para determinar se você terá um dia produtivo ou não.

Chega mais que essas 6 dicas são de ouro e vão garantir shiny happy people! (se você não pegou a referência, a gente dá uma mãozinha aqui, juventude).

1 – Não chegue atrasado ao trabalho

Parece clichê, mas é verdade. E ainda assim as pessoas acreditam que o atraso não fará tanta diferença assim ao longo do dia, pois “é só ficar uns minutinhos a mais após o expediente que dará na mesma” – mas não dá, ao menos não para a sua produtividade.

Chegar esbaforido no trabalho não ajudará você a ver o todo com clareza. Você já começa o dia depois do que todo mundo, e até se acalmar e pegar o ritmo leva um tempinho.

Então, para evitar todo esse estresse, planeje-se! Comece dormindo cedo para garantir uma boa noite de sono e assim acordar no horário previsto. Calcule o tempo que você precisa entre acordar e sair de casa, levando em consideração o tempo de deslocamento e o possível trânsito ou problemas na condução.

Essa não é uma fórmula mágica e nem garante que você chegará no horário todos os dias. Afinal, eventualmente, problemas acontecem mesmo com planejamento, mas é uma boa forma de começar o dia com o pé direito.

2 – Primeiro veja as suas tarefas, depois os e-mails

Não comece o dia acessando a sua caixa de e-mail, pois isso tomará minutos preciosos e que podem matar a sua produtividade logo cedo, quando você ainda está com total energia.

Um e-mail o aproxima do próximo e-mail, de uma resposta que “teoricamente” é urgente e quando se vê 1 hora já passou e você ainda não tem ideia do que pretende fazer no dia.

Comece vendo quais serão as tarefas do dia, reveja o que é prioridade e urgência e verifique se você tem todas as ferramentas e fontes necessárias para executá-las. Feito isso, dê a atenção que a sua caixa de entrada precisa.

3 – Mova-se, o seu corpo não nasceu para ficar 8 horas sentado!

Dê pausas para o corpo e a mente descansarem para retomar o trabalho com mais foco. Trabalhar por muitas horas sem um descanso de 10 minutos não o ajudará no seu rendimento, pelo contrário.

Se quiser saber mais sobre ferramentas para aumentar sua produtividade, se liga nesse post!

4 – Pre-para que agora é hora do show do imprevisto

Planeje o seu dia contando com imprevistos, inclusive – e principalmente – no trabalho. Nem sempre será possível seguir a sua agenda, porque atividades vindas do além vão atravessar o seu dia e impedir que você cumpra com todos aqueles to-do’s.

Portanto, esteja a um passo à frente e separe uns 40 minutos do dia dedicados a imprevistos. Se eles não acontecerem, ótimo! Se acontecerem você já está mais do que preparado para lidar com a situation.

5 – Xô, bad vibes!

Se você realmente quer ter um dia bom, afaste as más vibrações de você. Isto é: não fique perto de pessoas tóxicas; se aconteceu algo não muito bom logo no início do dia que o deixou chateado, tente ver o lado bom daquilo – sempre há um lado bom nas coisas ruins.

Preocupações e mau humor comprometem negativamente um dia que tinha tudo para ser produtivo. Somos humanos, somos falhos e temos inúmeros problemas, mas tente sempre viver de forma leve e a não focar na negatividade das situações e das pessoas.

Comprometa-se com você, em ser alguém melhor e a focar no que te faz feliz!

6 – Diga ̶x̶i̶s̶ não

Aprender a dizer não educadamente é algo valioso. Se estamos a todo momento à disposição dos outros e das atividades dos outros, nunca estamos à disposição para nós mesmos e para os nossos próprios compromissos.

Eventualmente você precisará dizer não, sabendo como dizê-lo para manter a sua rotina de trabalho dentro do prazo.

Explique sempre com gentileza no que você está trabalhando e o tempo que precisa executar para entregar no prazo combinado. Diga que apesar de não poder colocar a mão na massa, você se dispõe (se possível, ok?) a orientar a pessoa para realizar o trabalho dedicando um tempinho daquele dia para isso.

Tem mais dicas de como começar o dia com o pé direito? Compartilha com a gente nos comentários 🙂

8 Ferramentas para aumentar a Produtividade

Os tempos modernos nos cobram mais e mais produtividade. Para isso, é importante usarmos as ferramentas certas para nos organizar, otimizar nossas tarefas e a nos ajudar a ganhar tempo.

A tecnologia nos permitiu acesso a uma infinidade de ferramentas com foco em produtividade. Gratuitas ou pagas, uma coisa é certa: com certeza existe a ferramenta perfeita para você!

Quando se trata de produtividade, muitas técnicas, processos e ferramentas podem ser úteis ao seu jeito de trabalhar e de lidar com aspectos e situações do cotidiano.

O objetivo é encontrar uma ferramenta que funcione para você e se encaixe de maneira intuitiva no seu dia a dia!

Agora sem blá blá blá e vamos ao que interessa: preparamos uma lista com 8 ferramentas para aumentar sua produtividade!

3, 2, 1 e já!

Trello

O Trello é uma ferramenta gratuita de colaboração e organização de projetos. A visualização por cards e a facilidade em arrastá-los para as colunas desejadas dá melhor visibilidade ao andamento dos projetos.

Ela possui vários recursos que permitem separar os projetos em tarefas, além de possibilitar a classificação em etiquetas, participantes da tarefa e etc.

Todoist

O Todoist gerencia de forma colaborativa suas listas de tarefas.

A interface é elegante e descomplicada, funcionando muito bem para uso pessoal e profissional. A versão grátis oferece:

  • Datas recorrentes
  • Acesso em mais de 10 plataformas
  • Sub-tarefas e sub-projetos
  • 4 níveis de prioridade
  • Máximo de 80 projetos ativos
  • Máximo de 5 pessoas por projeto

Harvest

Se o seu problema for planejamento de tarefas, o Harvest pode ajudar! Essa ferramenta gerencia o seu tempo através do trackeando do tempo levando em suas tarefas.

Entendendo melhor quanto tempo você leva para realizá-las, você consegue se planejar melhor e aumentar sua produtividade!

KeePass

Quem nunca esqueceu uma senha que atire a primeira pedra! O KeePass é a luz para esse problema.

Salve todas as suas senhas (isso mesmo, todas!) por categorias para manter a ordem. O ambiente é criptografado, protegido por uma senha mestra e chave de arquivo para você armazenar as suas senhas com segurança.

Franz

O Franz é um programa para Windows, Mac OS e Linux que centraliza todos os seus messengers em uma única janela! Centralizando seus canais de comunicação, você consegue se organizar melhor e produzir mais!

Com o Franz, você consegue integrar diversos aplicativos de mensagem como Messenger, WhatsApp, Telegram, Hangout, Skype, Slack, Android Messages, Discord, além de serviços como Gmail, Google Calendar, LinkedIn, Tweetdeck, Trello, Office 365 (Outlook) e Google Keep.

Google Drive

Sem precisar instalar nenhum programa, o Google Drive permite você tenha acesso a planilhas, apresentações, documentos, anotações e outros por meio de um belo espaço de armazenamento em nuvem.

É possível inserir extensões para dar aquele upgrade no Google Drive e potencializar suas ferramentas.

O melhor de tudo é a praticidade de compartilhar os documentos com qualquer pessoa, definindo o tipo de acesso que o usuário terá: apenas visualização, comentários ou edição.

Pocket

O Pocket é uma extensão do Chrome que permite que você salve, em apenas um clique, aquele link com a notícia ou o artigo interessante para ler mais tarde e não perder o foco nas tarefas.

TomatoTimer

O TomatoTimer é uma ferramenta baseada na Técnica Pomodoro de gerenciamento do tempo, utilizada mundialmente para o aumento da produtividade. Ela auxilia no aproveitamento máximo da sua
concentração, dividindo seu tempo de atividades e descansos.

As tarefas devem ser realizadas em pomodoros, períodos de 25 minutos intercalados por intervalos curtos. A cada ciclo de 4 pomodoros, há uma pausa longa.


Com essa seleção de aplicativos, você vai conseguir gerir melhor seu tempo, se organizar e aumentar a sua produtividade!

Você usa alguma outra ferramenta que faz uma enorme diferença na sua rotina? Compartilha com a gente nos comentários!

Como criar um perfil de sucesso no LinkedIn?

Hoje o LinkedIn é a principal rede social voltada aos negócios. Lá, as pessoas disponibilizam sua trajetória e experiências profissionais, se conectam com profissionais de todo o mundo, fazem marketing pessoal, e inclusive, buscam por oportunidades de emprego. Por conta disso, mantê-lo atualizado, completo e ativo é muito importante. Mas, você tem ideia de como criar um perfil no LinkedIn de sucesso? Nós te contamos!

Em 2017 a plataforma que mais conecta profissionais ao redor do mundo, atingiu aproximadamente 500 milhões de usuários, sendo destes, 29 milhões brasileiros. Isto torna o Brasil o 3º maior mercado da empresa. E se você quer aumentar as chances de entrar na empresa dos sonhos não pode ficar de fora desse número. Porém, mais que parte dele, é preciso destacar-se. Sendo assim, para te ajudar a ser visto dentro desse plataforma digital, nós do Bettha, separamos 18 dicas de como criar um perfil no LinkedIn de sucesso.

18 dicas infalíveis de como criar um perfil no LinkedIn de sucesso

Em 2017, o LinkedIn atingiu aproximadamente 500 milhões de usuários no mundo. Quase 30 milhões de brasileiros estão nessa plataforma.

1. Coloque uma foto de perfil

O primeiro passo para ter um perfil no LinkedIn de sucesso é adicionar um retrato. É comprovado que perfis com foto são consideravelmente mais vistos que os outros. Mas lembre-se, o LinkedIn é uma plataforma mais profissional, então aquela sua foto com um copo na mão pode cair bem mal. A dica é apostar em roupas e fundos mais neutros.

2. Use a abuse de palavras-chaves

Quando enviamos um currículo diretamente a um portal de recrutamento ou um e-mail, já sabemos quem irá receber. No entanto, no Linkedin a intenção é ser localizado pelos recrutadores, e uma das melhores formas de fazer isso é usar palavras-chaves. Por exemplo, caso você seja um “analista de mídia”, procure adicionar variações ao seu perfil, como: “analista de mídia online, analista júnior de mídia, mídia online”. Quanto mais variações, maiores são as chances do seu perfil ser encontrado.

3. Adicione suas experiências profissionais

Parece uma dica básica, já que o LinkedIn é um reflexo online da experiência de alguém, mas muitas pessoas falham neste ponto. Se seu objetivo é criar um perfil no LinkedIn exemplar, adicionar suas experiência profissionais é fundamental. Coloque a empresa, o período que trabalhou e suas principais funções. Importante: seja breve e o mais completo possível.

4. Formação acadêmica

É uma das informações mais importantes de um currículo. É por conta disso que, na hora de criar um perfil no LinkedIn é essencial colocar a instituição de ensino, o ano de início e término e o curso. Não tem problema caso ainda esteja cursando o curso, basta colocar a data de conclusão prevista corretamente.

5. Trabalho voluntário

Hoje tem sido uma grande alternativa para jovens com pouca ou nenhuma experiência ingressarem no mercado de trabalho. E, sem dúvidas, quem faz trabalho voluntário é visto com outros olhos. Além de fazer o bem e ajudar ao próximo esta ação vai potencializar o seu currículo. Há diversas instituições que precisam de auxílio, como asilos, creches, hospitais e muito mais. Escolha a que mais se identifica, faça a diferença no mundo e adicione ao seu perfil no LinkedIn.

Quer saber mais sobre trabalho voluntário? Dá uma olhada no post trabalho voluntário: fazer a diferença sem esperar nada em troca

6. Certificados e cursos

Imagine que você está recrutando um profissional para trabalhar na sua empresa. E está em dúvida entre dois currículos, um deles é recheado de cursos e certificados e o outro não. Quem você escolheria? A resposta é clara. Por isso, para criar um perfil no LinkedIn de sucesso é preciso adicionar os cursos e certificados que você tem. Eles irão enriquecer seu perfil e ajudá-lo a aumentar sua capacitação profissional. Existem diversas plataformas digitais que disponibilizam cursos de diversas áreas gratuitamente, faça já o seu!

7. Idiomas

Como criar um perfil no LinkedIn de sucesso? Adicione os seus conhecimentos em idiomas! O mercado de trabalho hoje “exige” uma segunda língua do profissional, e sem dúvidas, este é um fator que abre muitas portas. Além de adicionar as línguas faladas, também é possível colocar o nível que possui em cada uma delas, seja básico, intermediário, avançado ou fluente. Caso não possua o conhecimento em nenhum outro idioma a dica é apostar em cursos. Nunca é tarde para aprender.

8. Recomendações

Outro dos muitos benefícios dessa rede social é conseguir dar mais potencial ao seu perfil por meio de recomendações e habilidades. Profissionais que já trabalharam com você, professores, colegas de classe podem ir até seu perfil e fazer uma recomendação sua. O que irão escrever fica totalmente a critério deles. E você também pode recomendar outras pessoas, basta ir ao perfil deles e clicar em “fazer uma recomendação”, isso ajuda a manter o relacionamento profissional.

9. Competências

Adicionar competências também é muito importante. Por exemplo, supondo que você tenha um conhecimento em fazer gráficos no excel, você pode adicionar “gráficos no Excel” como uma capacidade. E, como nas recomendações, as pessoas podem confirmar se você realmente tem ou não essa competência ao ver delas, e vice versa. Com certeza, essa é uma função que turbina o seu perfil no Linkedin.

10. Personalize sua URL

Ao criar um perfil no LinkedIn, automaticamente é gerada uma URL similar a esta: https://br.linkedin.com/in/seu-perfil-0670435231. Ao alterar o seu endereço eletrônico com seu nome e sobrenome no lugar desses números, fica mais fácil ser encontrado. Para fazer essa alteração é bem simples: Vá a página inicial do LinkedIn e clique no ícone “Eu” na parte superior. Feito isso, clique em “visualizar perfil”, em seguida em “editar seu perfil público” e por fim em “editar url do seu perfil público” e altere conforme desejar. Exemplo:  https://br.linkedin.com/in/nome-sobrenome. Está é uma dica poderosa de como criar um perfil de sucesso no LinkedIn.

11. Aposte em artigos e publicações

Disponibilizar trabalhos feitos por você também é um jeito de mostrar sua qualificação para quem visitar seu perfil. Pode ser o TCC, um artigo científico, uma publicação, dentre outros. O importante é compartilhar seus conhecimentos. Afinal, isso ajudará a ampliar seus contatos e ajudar as empresas interessadas a te conhecerem melhor.

12. Interaja com suas conexões

Já ouviu aquele termo popular: “Quem não é visto, não é lembrado?”. Ele pode ser perfeitamente utilizado nesta exemplificação. Interagir com suas conexões é essencial para ter um LinkedIn de sucesso. Dê sua opinião, ajude seus colegas, informa-se e seja visto!

13. Mantenha seu perfil ativo e atualizado

De que adianta ter um perfil se você nunca o atualiza? Manter o LinkedIn ativo e atualizado é fundamental. Atualize seu novo emprego, adicione seu novo curso, complete com seu certificado de conclusão. Tudo isso fará a diferença.

14. Coloque seu perfil em outro idioma

Caso você já fale mais de uma língua, ter o seu perfil em outro idioma pode ser a cereja do bolo. Você pode já escrever suas experiências profissionais e instituições de ensino em inglês. Ou ainda mais prático, mudar o idioma da navegação no próprio Linkedin, depois é só traduzir o que contêm em texto.

15. Altera entre visualizações públicas e anônimas

Lembra daquela funcionalidade do orkut onde você conseguia ver quem tinha dado uma olhada no seu perfil? No LinkedIn também dá pra fazer isso! Mas, neste caso, você escolhe ter as visualizações públicas ou anônimas. Por exemplo, caso esteja entrando em perfis e não gostaria que a pessoa soubesse de tal ação, mantenha a configuração anônima. Mas, se estiver se preparando para uma entrevista de emprego e buscando mais informações sobre a empresa e sobre os possíveis futuros colegas de trabalho, deixe em pública, isto mostra que você está interessado na vaga e é proativo.

16. Aposte no design

Uma das dicas de como criar um perfil no linkedin interessante é adicionar uma capa ao fundo do seu perfil. Mas nunca se esqueça que esta é uma rede social para fins profissionais, então procure coloca uma capa que se relacione com o seu trabalho e área de atuação.

17. Deixe seu currículo, projetos e profile bettha em PDF

É possível deixar seu currículos, artigos e projetos em PDF como anexo no seu perfil. Isso faz com que seja mais fácil para as pessoas conhecer um pouco mais do seu trabalho. Uma boa dica é deixar o profile do bettha lá também, afinal, nele os recrutadores encontrarão o seu mapeamento comportamental e a informação das últimas jornadas de conhecimento que você fez na plataforma.

18. Adicione pessoas importante no mercado

Um dos maiores benefícios do LinkedIn é conectar e localizar pessoas que dificilmente você teria contato. Adicionar pessoais importantes do mercado, olhar suas trajetória profissional, suas atividades e publicações, tendem a te enriquecer ainda mais. Sabe aquela empresa que é seu sonho fazer parte? Já pensou em seguir o CEO dela? O LinkedIn te permite fazer isso.

Essas foram as dicas de como criar um perfil no linkedin de sucesso. Coloque-as em prática e, sem dúvidas, tudo isso facilitará na hora do recrutador encontrar seu perfil. Quanto mais completo e breve estiver, melhor. Mas, lembre-se de nunca parar de dedicar-se a sua vida profissional, faça cursos, vá a palestras, compartilhe experiências.

Depois conta pra gente os resultados que você teve aplicando essas dicas 🙂

Descubra como 12 minutos por dia vão fazer você decolar na sua carreira!

Aplicativo inovador resgata o prazer da leitura e estimula jovens a aprenderem novas habilidades todos os dias.

Você teve que ler tantos livros desinteressantes desde à escola até a faculdade que os livros viraram sinônimo de sofrimento? Pois é, para algumas pessoas ler não tem a menor graça e significa perda de tempo. Já para outros, a paixão pela leitura é tão grande que falta espaço em casa para tantos livros – e pior – tempo para ler todos eles!

Há também quem até goste de ler, mas vem nas redes sociais algo bem mais divertidos, não é mesmo?

De qualquer forma, não tem jeito, ler é fundamental para:

  •  O desenvolvimento da comunicação
  • O desenvolvimento da escrita
  • Estimular a capacidade do cérebro em se renovar e absorver novos conhecimentos
  • Estimular a manutenção da memória
  • Estimular o desenvolvimento de ideias e da criatividade

Viu? Não é pouca coisa e todas essas habilidades são super importantes na hora de conquistar aquela vaga de emprego que você está de olho.

Mas, se você odeia ler ou ama de paixão e não tem tempo. Como resolver isso então?

Reflita, você tem 12 minutos livres no seu dia?

Como 12 minutos por dia vão mudar sua forma de absorver novos conhecimentos:

Manter a leitura em dia assegura a saúde do cérebro a capacidade de aprender novas habilildades.

Em tempos onde as redes sociais tomaram o tempo livre de grande parte da população brasileira, um time de empreendedores apaixonados por livros e por conhecimento identificaram uma oportunidade de aproximar a sociedade novamente da leitura e da capacidade de aprender.

O aplicativo 12 minutos resume os principais pontos de aprendizado de centenas livros de não-ficção em até 12 minutos de leitura ou áudio.

A equipe responsável lê o título diversas vezes, segmenta o que de fato é importante, faz reuniões para discutirem os temas-chave e se certificam de que tudo seja sintetizado de forma prática e acessível.

Você pode acessar o conteúdo por texto ou por áudio – a grande maioria já consta com traduções para o português – e absorver os principais pontos de aprendizado do livro, sem perder tempo com partes desnecessárias – um viva à praticidade!

A ideia dos idealizadores do projeto é que todos possam parar de dar desculpas e consigam ler, ao menos, um livro por dia.

Como funciona?

Primeiro, você deve fazer seu cadastro no site e escolher o seu plano de acesso.

Há uma opção free, que disponibiliza um livro por semana e outras opções pagas – que podem ser parceladas em até 12x – que oferecem diferentes tipos de vantagens.

 O aplicativo disponibiliza centenas (e em breve milhares) de “microlivros”, que são divididos em 12 categorias de não-ficção, que abordam diferentes temas, desde bem-estar, à psicologia, empreendedorismo e produtividade.

A biblioteca do projeto é renovada diariamente com dois novos microlivros, o que dá um total de 14 novos títulos por semana.

A grande  maioria dos títulos está em português, mas a quantidade de produções em inglês e espanhol está crescendo, uma vez que passaram a oferecer o serviço nas duas línguas – uma ótima oportunidade para treinar outros idiomas.

O público alvo do serviço são estudantes e  profissionais  que precisam adquirir conhecimento com maior velocidade e precisão.

Confira a lista de categorias que o aplicativo oferece:

  • Saúde & Bem-Estar
  • Marketing & Vendas
  • Política, Filosofia & Ciências Sociais
  • Gestão e Liderança
  • Motivação & Inspiração
  • Economia
  • Comunicação & Networking
  • Psicologia
  • Empreendedorismo
  • Dinheiro & Investimentos
  • Produtividade
  • Cultura Corporativa

Imagina só o que você será capaz de fazer com tantos novos conhecimentos? Divirta-se, não se esqueça do valor de se colocar sempre em aprendizado e boa leitura!

Depois conta para a gente o que você achou 😉