Fotografia de uma jovem mulher de negócios segurando pastas com fundo de prédios

CSW63: Mulheres no Mercado de Trabalho

Esse post faz parte da série de conteúdos da CSW63, da ONU, que a Luiza Kormann, compartilhou com a gente! Nesse post, a Lu fala sobre o panorama geral das Mulheres no Mercado de Trabalho e fala sobre a importância das referências e modelos para incentivar as minas!

Ei pessoal! Depois de compartilhar um montão de coisas bacanas com vocês sobre minha experiência e aprendizados na CSW, quero fechar essa série de conteúdo dando um giro sobre qual é a situação da mulherada nos cargos de liderança por aí. Assim, pergunto: quantas mulheres são CEO? Quantas estão na Fortune 500? Então vamos ver os números para entender o momento atual e qual o tamanho do percurso a ser trilhado para alcançar a equidade!

Para saber mais sobre tudo o que rolou nos painéis da CSW63, clique aqui!

Fortune 500

A Fortune é uma organização midiática, fundada em 1929 em Nova York, no pós Grande Depressão. A ideia de Henry Robinson Luce, fundador da Fortune (assim como da Time), então, era estimular o trabalhador e o empresário americano, com uma revista com conteúdo sobre o mundo corporativo com muitos dados, imagens e leitura dinâmica.

Hoje em dia a Fortune é um grupo midiático de grande influência no mundo corporativo, entre outras coisas, pela famosíssima Fortune 500, listagem das maiores empresas norte-americanas preparada anualmente há 65 anos.

Em 2019, tivemos um motivo para celebração: 33 das empresas listadas em maior lucratividade contam com mulheres no cargo de CEO. Assim, esse é um recorde histórico de mulheres na Fortune 500. Apesar disso, a celebração é só para estimular mais e mais a luta, viu? O número ainda apresenta uma grande desproporcionalidade quando aplicado ao total do grupo: elas são 6,6% do total. Vamos manter esse crescimento, né não?

Gráfico do número de CEOs mulheres da Fortune 500 no perído de 1998 até 2019. Em 2019, o número atinge 33 mulheres nesse cargo de liderança.

E no Brasil, Lu?

É, pooois é! Por aqui as coisas estão caminhando também! No ano passado, o IBGE lançou os dados de um estudo na área, o “Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil”. Segundo a pesquisa, as mulheres trabalham, em média, três horas a mais por semana do que os homens – considerando trabalho remunerado, atividades domésticas e o cuidado de pessoas.

Mesmo assim, e ainda contando com um nível educacional mais alto (a taxa de frequência escolar e ensino superior completo é maior entre elas), elas ganham 76,5%, em média, do rendimento dos homens – diferença que tem caído ao longo dos anos, mas que ainda existe de maneira marcante.

Mas… por quê a diferença?

Dessa forma, o que especialistas tem entendido como justificativa para a diferença salarial média entre homens e mulheres no Brasil é a pouca presença feminina em cargos de alto escalão no país – o que influi na média salarial delas. Assim, existe uma grande proporção de mulheres que trabalham em período parcial (30 horas/dia) o que é somado ao maior número de horas disposta por elas com os cuidados com casa e familiares.

De acordo com a Grant Thornton, empresa de consultoria empresarial, o Brasil está à frente da média global de mulheres em cargos de CEOs e diretoras executivas. Assim, no ano de 2017, a pesquisa constatou um aumento de 5%, comparado ao ano anterior, e atingiu os 16%, superando a média global de 12%.

E pra situação toda melhorar?

Olha, tem uma coisa que eu, particularmente, acredito muito: o poder dos modelos. E o mais bacana é que essa minha crença foi super reforçada na CSW.

Eu vou falar aqui um pouquinho sobre as mulheres que me inspiram e deixo também a lista das poderosas da Fortune 500 e deixo o convite: quais dessas mulheres te inspiram? E quais mulheres da sua vida são suas musas?

Esse é um exercício super bacana para fazer, pois acaba sendo uma jornada de autoconhecimento. Assim, ao entender por que aquela pessoa te inspira, você vai percebendo valores seus bem importantes!

E é assim que vamos nos tornar musas inspiradoras para as meninas no futuro, né?

As minhas musas inspiradoras:

  1. Sofia Esteves: adoro a naturalidade da Sofia, me sinto muito inspirada pelos valores dela, que estão muito alinhados com os meus! Uma super inspiração minha para determinação e empatia;
  2. Mami Poderosa: pensa em um mulherão. É minha mamãe. Ultra organizada, a que faz os melhores planos de viagens, encontra as melhores pechinchas e é a praticidade em pessoa;
  3. Malala Yousafzai: me lembra que o poder da educação não tem limites;
  4. Maira Habimorad: minha inspiração para modelo de liderança. Ela é poderosíssimaaaaa.
Lista de CEOs mulheres, respectivas empresas e data de início no cargo