Virei líder, e agora?

Se você chegou até aqui é porque acabou de se tornar um líder ou está se preparando para se tornar um – parabéns a ambos. Se tornar líder é uma responsabilidade que demanda ousadia e coragem, pois apesar de ser um cargo inspirador, há grandes desafios a serem percorridos.

É normal que quem acaba de virar um líder tenha diversas dúvidas e sinta-se um pouco perdido a princípio, pois tudo é novidade. Vamos te ajudar a dar os primeiros passos para quebrar as regras e ser a mudança que sempre quis ser no seu ambiente de trabalho!

Aperte os cintos porque essa jornada apenas começou!

Seja líder, e não chefe!

Enquanto o chefe manda, o líder dá o exemplo.

A Era dos Chefes acabou!

É muito comum que os jovens líderes acabem replicando o tipo de liderança que tiveram na vida – sejam elas boas ou ruins. Mesmo que você seja jovem, caro leitor, pode ter vivido na pele o que é ter um chefe “general”. Se esse foi seu caso, não replique as atitudes do seu antigo chefe.

Jovem líder, você precisará lidar com problemas que até então não eram seus, e responder por pessoas. Você terá de ter disciplina, autoconfiança, metas, deverá cumprir prazos, exercer o autoconhecimento e ter inteligência emocional desenvolvida para não se deixar levar pela pressão do dia a dia. Se alguém disse à você que seria fácil, esse alguém te enganou.

Ser líder é algo muito valioso e próspero. É uma situação que permite grande desenvolvimento pessoal e profissional. É importante que você esteja preparado, e não pense que tudo será um País das Maravilhas. Para além do salário mais alto e status, existe sua principal responsabilidade: desenvolver pessoas.

Para que você não caia no papel do antigo chefe, nós selecionamos 5 dicas para guiar os seus primeiros passos no Universo da Liderança.

1 – Busque conhecimento!


Siga o conselho do ET Bilu

Você está entrando em um cenário que nunca esteve, numa posição que nunca ocupou portanto. Sem a experiência é melhor estudar, ler livros sobre liderança e, principalmente, converse com outros líderes. Vá a eventos, participe de fóruns na internet, troque ideias na copa da empresa.

A lideranças às vezes pode ser solitária, e ter um colega que também seja líder – e que passa por desafios semelhantes aos seus – é uma excelente forma de trocar ideias e experiências. Com certeza essa troca será enriquecedora para ambos.

2 – Cuide da saúde! Não abra mão do sono ou de uma boa alimentação

Até que tudo comece a seguir o fluxo certo, tudo pode parecer um pouco caótico no início. Os primeiros meses serão para “arrumar a casa”: muitas tarefas que demandam tempo, muitos levantamentos, descobertas, trabalhos a serem feitos, além de conhecer a dinâmica da equipe… e tudo bem estar um pouco confuso. Pense que isso é temporário.

Enquanto isso, não abra mão do sono ou de uma boa alimentação! E não ouse usar a falta de tempo como desculpa para se deixar de lado, okay?Cuide-se antes de mais nada. Para ser um bom líder, você precisa estar bem consigo mesmo! Não abra mão do que te faz bem fisicamente, mentalmente e emocionalmente.

3 – Valorize pessoas

Valorize a sua equipe e você conseguirá extrair o melhor dela! A valorização começa por uma relação amistosa e de respeito. O reconhecimento também é uma excelente forma de demonstrar o valor que o colaborador tem para a empresa!

Ofereça ferramentas, treinamentos, feedbacks constantes e qualquer outro recurso necessário para manter a sua equipe motivada, focada e produtiva.

Mantenha o diálogo sempre aberto e seja honesto quanto às suas ações e decisões. Mas atenção: ser franco não é ser hostil, é manter a transparência como prioridade. Seja sincero sem ser rude ou agressivo!

4 – Construa pontes, não muros

Como um bom líder, você deve deixar a sua equipe à par de decisões que afetam a todos. O diálogo é primordial dentro da liderança. A partir do momento que você deixa de conversar com a sua equipe, você está impedindo o seu próprio desenvolvimento – e muito provavelmente colocando a sua cabeça na forca.

Portanto, é importante que você seja transparente, não isolando a equipe dos rumos futuros da área. Não se isole em seu papel de liderança, pois isso afastará a equipe de você. Mais do que escutar, aprenda a ouvir – inclusive o que não é dito – construindo uma relação harmônica com a sua equipe.

5 – Tenha inteligência emocional

Você terá de tomar ações e decisões que podem não agradar os liderados – mesmo que essas decisões sejam necessárias para o bem estar da empresa ou da equipe. Essas responsabilidades são inerentes aos líderes. Você deverá desenvolver a sua inteligência emocional – suas soft skills – para que as responsabilidades da liderança não abalem o seu emocional, principalmente se você se tornou líder de quem até então era o seu colega.

Quer saber mais sobre as soft skills e aprender a desenvolvê-las? Então se liga nessas 10 dicas!


Um bom líder sabe que liderar não é dar ordens – é dar o exemplo. Então não se esqueça: seja a mudança que você quer ver no ambiente de trabalho.