Você tem perfil para fazer home office?

Graças a tecnologia, muitos trabalhos que só podiam ser realizados dentro de escritórios, se viram revigorados e sem fronteiras para trabalhar de qualquer parte do mundo, inclusive do lar doce lar. A magia para isso acontecer? Uma boa conexão com a internet e um notebook.

O fim da era industrial fez nascer a era da informação, onde conteúdo, criatividade e produtividade possuem um grande peso para realizar um trabalho e o home office se espalhou nos quatro cantos do mundo.

Ainda há países que possuem uma taxa menor de empregos nessa modalidade, mas ao longo dos anos, o crescimento é vertiginoso. No Brasil o home office já é realidade para muitos brasileiros e a modalidade só cresce em terras tupiniquins.

Essa aderência cada vez maior é explicada pelas suas vantagens: flexibilidade, equilíbrio na vida pessoal e profissional, mais tempo para família, lazer e hobbys no geral, adeus trânsito e transporte público. Já para a empresa, home office significa menos custos com infraestrutura.

Apesar da comodidade e demais vantagens que há em trabalhar de casa, a modalidade exige muito foco e disciplina para produzir e se comprometer com prazos, pois as distrações dentro de uma casa podem ser infinitas.

Team home office ou escritório?

Descubra o que é fundamental para se trabalhar como home office:

1. Organização

A organização é essencial para a vida de modo geral. Mas quando se trata do home office, ser organizado é ainda mais importante para que o trabalho seja realizado com maestria e os prazos sejam cumpridos.

Use e abuse de agenda, post it e outras ferramentas para você ter sempre à mão e à vista dos olhos. Vale tudo para estar sempre em dia com prazos e metas.

Seu planejamento pode ser feito semanalmente, após o expediente do último dia de trabalho da semana focando nas atividades da próxima semana e diariamente – todo fim do dia, liste as atividades que precisam ser realizadas e entregues no dia seguinte.

2. #Foco #Disciplina #Fé

Por mais que ao trabalhar de casa nos intervalos sejam feitas algumas tarefas domésticas como lavar louça, colocar a roupa para lavar e até fazer compras no horário de almoço, essas tarefas precisam ser estabelecidas com muito critério para que você não se veja no meio da tarde com uma vassoura na mão e um espanador de pó na outra.

Apesar do home office permitir a realização de algumas e rápidas tarefas domésticas, é imprescindível ter em mente que o horário de trabalho deve ser dedicado ao trabalho.

E aqui, vale mencionar as armadilhas frequentes de qualquer home office: TV, Netflix, games, telefonemas, visitas de familiares e amigos etc. Fique atento, pois esses são os principais causadores de horas de trabalho roubados.

Acredite, é possível não cair nessas ciladas e ser produtivo.

3. Trabalho com selo de qualidade

Não ter uma equipe de trabalho por perto pode ajudar a promover uma certa “comodidade” na entrega de trabalhos mais ou menos.

A falta de referência e diversidade de uma equipe, é uma das desvantagens possíveis do home office. Geralmente, o olhar de cada membro da equipe, traz feedbacks que melhoram a entrega do trabalho. Ser exigente consigo mesmo deve ser um exercício constante.

Tem 12 minutinhos sobrando por aí? Use esse tempo para decolar na sua carreira!

4.  Comunicação

A comunicação é parte fundamental para que não haja ruídos e possíveis conflitos na hora de produzir. Um e-mail mal redigido, por exemplo, pode prejudicar o resultado do trabalho de todos. Lembre-se que a comunicação via internet deve ser ainda mais atenta aos detalhes. Uma vírgula no lugar errado pode gerar confusões.

Atente-se ao caps lock e ao tom da sua mensagem. Talvez você queira ser apenas objetivo, mas o outro lado pode entender que você está sendo um pouco grosseiro. Revise no mínimo 3x antes de enviar a mensagem, pois você não terá o coleguinha ao lado para tirar qualquer dúvida ou corrigir alguma coisa que não foi esclarecida em um e-mail.

5. Integrar-se mesmo que a distância

Quando se trabalha remotamente, pode existir a dificuldade de se sentir parte da cultura e visão da empresa, até mesmo do contexto do projeto.

Ter reuniões semanais via Skype ou Hangouts ajudam a diminuir a distância e a sensação de não pertencimento. Além de beneficiar todo o time para que todos estejam alinhados e integrados no trabalho.

Tais ferramentas promovem o feedback constante, prática muito esquecida quando se trabalha no home office.

6. Comprometimento

Deixar claro para você mesmo o porquê está fazendo cada job é uma ótima maneira de se manter comprometido!

Se no “emprego tradicional brasileiro” você precisa a todo instante estar com as suas motivações bem vívidas para que elas sejam o combustível para o empenho e crescimento, no home office, as motivações precisam estar presentes e na visão dos olhos. Que tal anotá-las em em post its e colar no seu campo de visão?

O que te faz trabalhar no home office? O que é prazeroso nessa modalidade? Quais são as vantagens pra você? As respostas poderão dar aquele gás necessário para responder aquele e-mail, participar daquela call e entregar aquele projeto com orgulho.

7. Escritório de casa

Se a tradução literal de home office é escritório de casa, isso significa que você precisa de um espaço para trabalhar. Não vale a cozinha ou a cama.

Ter uma área dedicada para se trabalhar aumenta a produtividade e o foco. Escolha o ambiente que você possa ser agraciado por uma boa luz e monte o seu pequeno escritório com uma mesa e uma boa cadeira. A coluna agradece!

8. Dress code: roupa comum – nada de pijamas

Sim, é confortável ficar enrolado no cobertor ou trabalhar de pijamas. Mas se isso se tornar um hábito, muito provavelmente atrapalhará a sua produtividade.

Use roupas confortáveis, mas evite pijama ou camisola. Até porque você poderá ter calls no meio do dia e já pensou aparecer com aquele pijama furado pro chefe? Convenhamos que não será lá muito profissional…

9. Prioridades

Sem um gestor por perto, você deve saber quais são as prioridades do dia para que o ritmo de trabalho flua e os prazos sejam cumpridos.

Listar as atividades por categorias que façam sentido para você, ajudará a ter tudo em ordem e a dedicar o seu tempo para o que realmente precisa ser feito.

10. Pausa para o café

Aquela pausa para o café muito comum no dia a dia de um escritório ainda é válido quando se trabalha em casa.

Faça pausas de 5 a 10 minutos no dia para beber água, ir ao banheiro, tomar um café e olhar o dia lá fora.

Esses pequenos descansos ajudam a ter mais criatividade e foco para trabalhar. Não os ignore.

Por último, mas não menos importante:

11. Defina um horário de trabalho

Muitos profissionais por trabalharem de casa, acordam e já começam o trabalho e só vão parar a noite. Lá se vão 12 horas ou mais de trabalho!

Como uma das vantagens do home office é ter mais foco para se trabalhar, muitos profissionais “se esquecem” que a rotina ideal é de 8 horas trabalhadas. É claro que haverá ocasiões que pedem um pouco mais de tempo e calma para fazer algum job, mas se essas “horas extras” virarem hábito, o seu corpo e mente entrarão em colapso.

Defina o horário do seu expediente e a cumpra religiosamente, sempre que possível.

E então? Você faz parte de qual #team? Home office ou escritório?

Conta pra gente nos comentários!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *