Profissionais de Tecnologia: como contratá-los sem entender sobre as tecnologias aplicadas

Em tempos modernos, o recrutador enfrenta os desafios de atrair e recrutar talentos nas mais variadas áreas. Com profissões cada vez mais “rebuscadas”, até o nome dos cargos chega a dar medo em um primeiro momento.

Quando a contratação é de profissionais de tecnologia, parece que os temores aumentam. Um processo que poderia ser realizado da mesma forma que outros, acaba se tornando um bicho de sete cabeças.

Primeiro: não há o que temer. Segundo: você não está sozinho. Terceiro: deixa com a gente 🙂

Listamos três dicas que podem te ajudar a tornar o processo seletivo de profissionais de tecnologia mais fácil:

1 – Envolva o líder da área

Tecnologia é uma área muito ampla e é praticamente impossível entender cada subárea, cada tecnologia aplicada, necessidades técnicas, dentre outras coisas. Você não é um expert em tecnologia, e sim em recursos humanos, aí está o seu talento e conhecimento. Portanto, não se coloque numa situação onde você não terá domínio ou conhecimento suficiente para recrutar, envolva o líder da área.

Antes de mais nada, converse com o líder para entender melhor o que a área faz, quais as tecnologias usadas, qual o perfil técnico e habilidades o candidato deve possuir. Esse bate-papo já trará luz para você desenhar o processo e iniciar a atração de talentos.

O líder deve ser ativo durante o recrutamento e não um “conselheiro” para ser buscado de vez em quando.

2 – Crie uma entrevista de seleção facilitadora

Termos técnicos, conceitos, metodologias e mil tecnologias serão faladas durante as entrevistas, faz parte e está tudo bem. Veja o lado positivo: você aprenderá um pouco mais e estará mais preparado para o próximo processo seletivo nessa área.

Deixe o conhecimento técnico para quem entende do assunto, no caso o líder, mas conduza a entrevista. Faça perguntas relacionadas ao conhecimento e experiência profissional do candidato. Assim, você conseguirá analisar melhor o perfil comportamento mediante as respostas.

Veja algumas perguntas possíveis nessa situação:

  1. Como costuma trabalhar em equipe para desenvolver projetos?
  2. Que projeto já realizado você tem mais orgulho? Por quê?
  3. Qual o problema técnico mais complexo que já solucionou?

3 – Aplique testes específicos e envolva o time

Desenvolva junto com o líder da área testes específicos que avaliem tanto o lado técnico quanto o lado comportamental do candidato.

Uma boa forma de avaliar é usar um projeto que já está finalizado ou seja de domínio dos colaboradores da área. Peça para que eles se envolvam na formatação e aplicação. Isto é, os colaboradores podem ser consultados durante o processo seletivo para sanar dúvidas.

Dessa maneira, você engaja a equipe, faz com que cada um seja um avaliador, potencializa a liderança que habita em cada um e principalmente, consegue obter feedbacks tanto técnicos como comportamentais, já que o candidato estará em contato com o time.

O processo de recrutamento de tecnologia, pode ser mais demorado. Primeiro pela questão já levantada acima: falta conhecimento técnico para muitos profissionais da área, e segundo, por envolver o time.

Para que o processo vire uma série com diversos capítulos, alinhe prazos com o líder e monitore para que cada entrega seja respeitada.

Um outro ponto que deve ser levado em consideração é: se falta conhecimento técnico no candidato, foque totalmente no comportamental e capacite-o depois.

Você tem alguma dica valiosa para facilitar o recrutamento de profissionais de tecnologia? Compartilhe logo abaixo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *