Diversidade e Representatividade: entenda a diferença!

Muito se fala em diversidade e representatividade. Mas você sabe a diferença entre esses dois conceitos?

Em pleno século XXI, ainda há uma grande disparidade na oferta de oportunidades de trabalho para diferentes sexos, raças, orientações sexuais, identidades de gênero e outros grupos minoritários. Isso torna constante a pauta de discussões, reflexões e ações para mudar essa situação no ambiente corporativo.

Cada vez mais, estratégias e programas estão sendo criados dentro das empresas para recrutar e reter talentos diversos. Essa é uma estratégia para oferecer maiores oportunidades de ingresso ao mercado de trabalho a grupos historicamente discriminados.

Diversidade x Representatividade

Mesmo com a ampliação do debate sobre essas temáticas nos últimos anos, ainda há muita confusão em relação aos significados de representatividade e diversidade. Apesar dessas palavras se relacionarem, possuem significados bastante diferentes. Veremos agora a distinção entre elas.

Representatividade

re.pre.sen.ta.ti.vi.da.de
substantivo feminino

1. qualidade de representativo.

2. de alguém, de um partido, de um grupo ou de um sindicato, cujo embasamento na população faz que ele possa exprimir-se verdadeiramente em seu nome.

3. qualidade de uma amostra constituída de modo a corresponder à população no seio da qual ela é escolhida.

Dessa forma, a representatividade diz respeito ao autorreconhecimento e reconhecimento dos semelhantes.

A representatividade está presente no momento em que uma criança negra se identifica com um super-herói negro. Também está presente na visibilidade de pessoas trans no mercado de trabalho ou na política, na mídia ou como um ícone da cultura pop.

A representatividade busca observar – e respeitar – as diferenças em suas mais variadas formas, dando visibilidade à elas.

Ainda sobre a representatividade, é importante mencionar a questão do lugar de fala. O conceito, popularizado no Brasil pela filósofa Djamila Ribeiro, diz respeito ao “lugar social” ocupado pelos indivíduos num contexto de dominação e opressão.

De forma simplificada, a propriedade para debater assuntos como machismo, racismo ou lgbtfobia pertence aos respectivos grupos que sofrem com esses constrangimentos sociais. O debate é aberto a todos, mas o domínio do conhecimento empírico, não.

Assim, o lugar de fala é um forte componente da questão de representatividade.

Diversidade

di.ver.si.da.de
substantivo feminino

1. qualidade daquilo que é diverso, diferente, variado; variedade.

2. conjunto variado; multiplicidade.

Diversidade é a inclusão efetiva de diferentes indivíduos pertencentes a diversos grupos. No caso de uma companhia, a diversidade é a inclusão plena de diferentes indivíduos.

É de suma importância destacar que a diversidade por si não garante equidade de tratamentos ou bem-estar para os indivíduos ali presentes. Um exemplo disso é a disparidade entre os salários de homens e mulheres atuantes nos mesmos cargos. Neste contexto, a organização possui diversidade, mas não equidade.

Criar uma cultura de aceitação da diversidade gera transformações radicais em um ambiente de trabalho. A organização se transforma como um todo, já que um time diverso traz riqueza intelectual e cultural, mais criatividade e uma visão mais próxima a realidade.

Procure estudar mais sobre esses temas e suas particularidades para se manter alinhado ao futuro do mercado de trabalho. Saiba contratar e oferecer um ambiente de trabalho acolhedor a todos! Se precisar de ajuda, estamos por aqui!