,

3 fatores de influência no employer branding

Toda empresa tem suas particularidades que a tornam especial. Dessa forma, destacar essas características fortalece o employer branding para atrair, engajar e reter talentos, além de conquistar clientes. Se você quer dar o pontapé inicial nessa estratégia, existem três fatores de influência no employer branding da sua organização: experiência do funcionário, comunicação interna e recrutamento.

Confira!

3 fatores de influência no employer branding que podem acabar – ou incrementar – sua estratégia

1. Experiência do funcionário

A experiência do funcionário é um fator que pode afetar significativamente o employer branding da sua empresa.

Dessa maneira, você não pode esperar que os seus funcionários forneçam aos clientes o que eles mesmos não experimentam, certo?

Experiência importa. Não é por acaso que o UX (user experience) tem atravessado o mundo do design para ser aplicado em tantas áreas, como o RH.

Criar uma experiência positiva desde o processo seletivo faz com que o funcionário comece com o pé direito. Assim, terá uma boa impressão da empresa, muito antes de começar a trabalhar.

Crie um ambiente que favoreça o amor do funcionário pelo trabalho que faz e pela empresa onde trabalha. Dessa forma, suas funções tenderão a ser parte de quem ele é e parte do que ele faz, sem qualquer distinção.

2. Comunicação interna

A comunicação interna da sua empresa é outro fator que pode influenciar fortemente o employer branding. Se as comunicações oficiais ou extra-oficiais viessem a público, você ficaria orgulhoso do que a equipe saberia?

Com frequência são divulgados na internet comunicados de líderes aos funcionários que beiram a falta de bom senso. Geralmente, são esses comunicados que se tornam virais nas redes sociais.

Uma mensagem errada pode manchar a reputação da empresa durante muito tempo. Dessa forma, a comunicação da sua empresa deve estar de acordo com a voz, o tom e os valores da sua marca. Tal como acontece com tantas outras áreas de um negócio, a comunicação deve ser embasada na confiança.

Crie um Código de Ética, estabeleça políticas que favoreçam um ambiente amigável, faça reuniões constantes com líderes e transmita a importância de uma comunicação que seja um reflexo do que a empresa acredita.

A comunicação é um fator extremamente importante. Por isso, ela pode preservar o seu employer branding ou torná-lo sem sentido. Assim, faça tudo ao seu alcance para garantir que seja a primeira opção.

3. Recrutamento

Os esforços de recrutamento são o terceiro fator que pode influenciar o seu employer branding. Empresas, principalmente as de tecnologia, estão enfrentando escassez de talentos. Isso torna o processo de recrutamento e seleção ainda mais desafiador.

A experiência, o desenvolvimento profissional e as oportunidades de crescimento, portanto, estão entre as principais exigências que os candidatos têm em mente quando procuram por emprego.

Independentemente de sua empresa poder atender a algumas, a maioria ou todas essas demandas, a sua mensagem para essas entregas deve ser transparente desde o início.

O recrutamento é competitivo e caro para todos do mercado. Entretanto, se a sua empresa estiver com uma imagem negativa, provavelmente terá que oferecer algo a mais para contratar. Pode ser em benefícios ou 10% a mais na remuneração do que é praticado no mercado.

As organizações devem fazer da estratégia de talentos uma prioridade fundamental e tomar medidas para educar, treinar e melhorar a força de trabalho existente.

Quer dicas para você realizar um excelente recrutamento? Clique aqui e confira!


O employer branding é uma mentalidade, e não um conjunto de ferramentas ou técnicas. É essa mentalidade que ajuda a empresa agir e reagir de uma determinada maneira, e, se possível, da melhor maneira.

Se você quer que o employer branding da sua empresa tenha uma influência positiva em todas as etapas do ciclo de trabalho de um funcionário, não restrinja os esforços à aquisição de talentos. Garanta uma boa retenção também.