, ,

RH ágil – uma mentalidade que leva a organização ao crescimento

Um número crescente de profissionais de RH estão explorando novas possibilidades de gerenciamento. Dessa forma, buscam fortalecer a organização aplicando uma metodologia de RH ágil em seus processos de gerenciamento de talentos.

Incorporar a agilidade na função de RH permite criar uma cultura organizacional que seja mais responsiva às necessidades de todos.

Uma organização ágil é capaz de mudar de direção com rapidez e facilidade. Assim, o RH precisa responder às necessidades em constante mudança de uma organização.

Adaptabilidade, transparência, simplicidade e unidade

Os valores da metodologia ágil reforçam a adaptabilidade, transparência, simplicidade e unidade. Dessa forma, incorporar esses conceitos na rotina pode ajudar a melhorar a prestação de serviços do RH.

A capacidade de adaptação é importante em relação às necessidades de negócios em constante mudança. Enquanto isso, a simplicidade é importante nos projetos, programas e práticas de RH. Assim, evitam-se atritos que possam afastar gerentes ou funcionários.

A unidade se aplica ao trabalho em conjunto do setor de RH, garantindo que não haja objetivos cruzados dentro da empresa. A transparência, por sua vez, é essencial para ganhar a confiança dos gerentes e funcionários e explicar por que as coisas precisam ser feitas de uma certa maneira.

Nos últimos anos, disciplinas como marketing e contabilidade foram reformuladas com sucesso em termos ágeis. Na aplicação no RH, tem sido reconhecida como um meio atualizar e alinhar a organização às demandas atuais de talentos.

RH ágil = responsivo

O RH ágil precisa ser responsivo em suas abordagens de organização da equipe e planejamento, desenvolvimento e implementação de políticas, procedimentos, sistemas e programas.

Na área de desenvolvimento, onde a metodologia ágil se fortaleceu, a agilidade requer uma cultura de capacitação. Nela, os funcionários devem ter autoridade e independência para responder às necessidades dos clientes – e isso não muda quando aplica-se nas demais áreas.

O RH pode ajudar a criar uma cultura organizacional ágil que requer que a organização tenha pessoal flexível e adaptável. Entretanto, isso demanda treinamento adequado, gerenciamento de desempenho e estrutura de remuneração.

Estratégias de um RH ágil promovem grandes mudanças

Quanto maior a empresa, maiores são os desafios para escalonar a metodologia ágil. No entanto, não é impossível colocar as estratégias ágeis em ação.

Exemplos de estratégias de RH ágil incluem:

  • Treinamento de líderes em todos os níveis da empresa para atuarem como treinadores, não como gerentes.

  • Projeção da organização em equipes pequenas e de alto desempenho que definem seus próprios destinos.

  • Criar interações com clientes em todos os grupos e funções da empresa.

  • Entregar foco e valores para manter todos alinhados.

  • Criar sistemas transparentes, ou seja, com os objetivos claros, quem está trabalhando em qual projeto, quem são os especialistas.

  • Construir um foco em aprendizado contínuo.
  • Encorajar e ensinar as pessoas a se comunicarem diretamente.

  • Contratar e promover especialistas, não gerentes.

  • Implementar uma forte marca que atraia os perfis de talentos certos para cada vaga.

  • Implementar sistemas de engajamento não apenas de sistema de registro, ou seja, colaboração, compartilhamento de informações e gerenciamento de projetos.

Em um ambiente ágil, também é importante que o RH possa ajudar a gerenciar as mudanças dentro da organização.

5 passos para tornar o seu RH ágil

Com base no artigo de Peter Cappelli, professor de administração da Wharton School da Universidade da Pensilvânia, e Anna Tavis, Professora associada de gestão de capital humano da Universidade de Nova York, conheça cinco passos para tornar o seu RH ágil.

#1 – Avaliação de desempenho mais frequentes

A avaliação de desempenho anual precisa ser abolida. Deve ser substituída por avaliações mais frequentes, para que de fato a equipe tenha um alto desempenho.

#2 – Líderes com o perfil de coaching

Empresas que adotam com mais eficácia as metodologias ágeis investem no aprimoramento das habilidades de coaching dos gestores.

#3 – Remuneração atrativa

Use os bônus pontuais para recompensar as contribuições dos colaboradores ao invés de realizar aumentos de salários anuais.

#4 – Recrutamento eficiente e rápido

A General Electric (GE) realizou alguns experimentos para acelerar seu crescimento:

“Uma equipe transfuncional passou a operar em conjunto em todos os requisitos da contratação. Um ‘gestor do quadro de pessoal’ representa os interesses dos stakeholders internos, que querem que suas vagas sejam preenchidas rápida e satisfatoriamente. Se a empresa pretende contratar, tal gestor é nomeado para integrar a equipe, e um perito em scrum supervisiona o processo”, informa os autores.

#5 – Aprendizado e desenvolvimento contínuo

Usar análise de dados para identificar as habilidades exigidas para determinadas tarefas, é uma excelente forma para sugerir os treinamentos ideais segundo suas experiências e interesses.

O RH não pode ativar a metodologia ágil se achar que precisa fornecer apenas um treinamento técnico para alcançar esse resultado – vai muito além disso.

Um RH ágil precisa incentivar os valores ágeis nas equipes de gerenciamento. Por isso, devem encorajar as pessoas a serem transparentes, corajosas, capazes de aprender com seus fracassos e a se desenvolverem como líderes.


Você já conseguiu aplicar a metodologia ágil no RH? Deixe nos comentários dicas para as empresas que estão nessa transição 🙂

Clique aqui e saiba como agilizar seu processo de recrutamento e seleção!