,

5 Gatilhos de Inteligência Emocional para ser um líder melhor

Imagem de um tabuleiro de xadrez com as peças do Rei e da Rainha com cor destacada

Liderar um time não é fácil, mas pode ser uma tarefa mais difícil se alguns princípios básicos da inteligência emocional forem ignorados. Conheça 5 gatilhos de inteligência emocional que podem te ajudar a ser um líder melhor.

Para você e sua equipe experimentarem os benefícios resultantes de uma boa liderança, não é necessário um especialista. Muito menos concentrar uma quantidade extraordinária de esforços em relação à inteligência emocional.

Seguindo alguns princípios básicos, você pode melhorar sua inteligência emocional e, como resultado, melhorar muitas coisas. Desde a qualidade de vida do funcionário até o desempenho organizacional.

Como isso funciona?

A inteligência emocional e as habilidades técnicas são importantes para praticamente qualquer cargo. Daniel Goleman, conhecido como o “pai da inteligência emocional”, explica:

“Não é que a inteligência emocional e as habilidades técnicas sejam irrelevantes. Eles são importantes, mas… Eles são os requisitos básicos para cargos executivos.”

Um líder que se destaca na inteligência emocional, muitas vezes, será mais eficaz. Porque já possui os conjuntos de habilidades primárias que o trabalho exige. Além disso, eles possuem uma compreensão mais profunda de si mesmos, de sua equipe e de como seus pensamentos e ações afetam o sucesso.

Aqui estão 5 gatilhos básicos que um líder com inteligência emocional mais forte, tem sobre os outros. Veja como essas vantagens beneficiam a equipe como um todo:

1. Autoconsciência

A autoconsciência é descrita como “a capacidade de reconhecer e compreender os humores e emoções pessoais e impulsos, bem como o seu efeito sobre os outros”.

Isso pode parecer excessivamente simplificado, mas a autoconsciência é a base da inteligência emocional. Em suma, trata-se de estabelecer um “barômetro interno” mais preciso – um que esteja alinhado e harmonioso com o mundo ao seu redor.

Como uma pessoa que ainda não percebeu que não será proveitoso explodir porque algo deu errado ou não saiu como esperava. Isso é agir de forma contraproducente – com ela mesma e com o time. Sem a autoconsciência, é difícil reconhecer que pode haver um problema no comportamento e nas reações e em como melhorá-los.

A verdade é que geralmente as pessoas refletem se estão perdendo o controle nas ações ou na fala. Refletir sobre esses pontos é uma maneira eficaz de fazer as coisas acontecerem de forma mais gentil e produtiva.

A maioria das pessoas respeita um líder que, quando desafiado pela adversidade, permanece calmo e controlado. Alguém que ainda trata seus colegas com respeito, não importa a calamidade que esteja enfrentando.

2. Comprometimento pessoal

A autoconsciência é apenas o primeiro passo. O próximo é levar esse entendimento a uma prática de comprometimento pessoal.

Um líder, olhando para relatórios com dados errados ou para o funcionário que sempre chega atrasado, precisa evitar ser guiado pelas emoções do momento. É o tipo de reação que não traz solução e gera ainda mais problemas.

Considere uma abordagem em que o líder abraça o comprometimento pessoal: “tenho a capacidade única de causar um enorme impacto na minha equipe, e estou animado para tornar esse impacto o mais positivo e valioso possível”.

Quando um líder decide manter o autocontrole, isso significa ter um compromisso consigo mesmo e com os outros.

3. Motivação interna

Isso nos leva à motivação interna, ou, como Goleman descreve, “uma paixão pelo trabalho que vai além do dinheiro e do status”.

Líderes com forte inteligência emocional compreendem suas motivações internas e como essas motivações se correlacionam com as de sua equipe e da organização.

A forte motivação intrínseca é uma vantagem competitiva em quase todos os contextos de negócios. Assim como a capacidade de aproveitar essa motivação para o sucesso não pode ser subestimada.

Um líder altamente motivado conhece os pré-requisitos para cumprir com os objetivos e metas, além de compreender o importante papel que os outros desempenham nessas conquistas.

Esse conhecimento os ajuda a tomar decisões construtivas em suas interações. Dessa maneira, torna os relacionamentos mais fortes com os outros.

4. Empatia

Empatia é a capacidade de alguém entender e compartilhar os sentimentos de outra pessoa. Em outras palavras, se colocar no lugar dos outros.

É um componente-chave das relações humanas de sucesso, sendo a pedra angular da inteligência emocional.

Sem empatia, é difícil – ou até impossível – refletir sobre os impactos que suas ações podem ter sobre os outros.

A empatia ajuda um líder a entender as circunstâncias únicas que os outros estão enfrentando e como essas circunstâncias afetam seu trabalho.

Por exemplo: se alguém está frequentemente atrasado para as reuniões, perguntar por que isso acontece, levará a uma conversa mais produtiva sobre o assunto do que fazer a afirmação: “Não suporto o fato de você chegar atrasado em todas as reuniões”.

Qualquer número de questões legítimas podem estar causando o atraso frequente dessa pessoa, e a empatia é a chave para compreendê-los.

5. Habilidades Sociais

As habilidades sociais ajudam você a lidar com situações desafiadoras, além de ajudá-lo a desenvolver relacionamentos interpessoais mutuamente benéficos. Eles são a chave para fortalecer a cultura organizacional, resolver conflitos e fortalecer a comunicação.

Inclusive a capacidade de fazer elogios sinceros é uma excelente habilidade social para priorizar e colocar em prática – mas lembre-se: elogios sinceros.

Como líder, parte de sua busca pelo desenvolvimento da inteligência emocional deve incluir ajudar os outros membros de sua equipe a fazer o mesmo.

O nível de inteligência emocional que você pode cultivar tem um impacto extraordinário e imediato nas pessoas ao seu redor e, em muitos casos, na trajetória da sua carreira.


Assim, cada um desses cinco gatilhos de inteligência emocional é valioso para desenvolver por conta própria. Porém, elas funcionam melhor em conjunto. Líderes que exibem todos esses traços frequentemente encontram o sucesso mais facilmente.